Paisagens Marinas, 2019-2021

Paisagens imaginadas de contemplação do mar
Arquipélagos remotos e praias oníricas
Dois azuis no mesmo azul
Céu e Mar, da imensidão profunda ao etéreo
O azul profundo é prenúncio de noite e escuridão
Memória melancólica
Areia carregada pelas marés, vindas de encostas em batalha constante com as ondas do mar
Não é só calmaria ou ressaca, mas quase sempre uma marola

 

Série em cianotipia e serigrafia. 

Na primeira técnica a imagem é revelada pelo sol, em processo fotográfico do séc XIX. A segunda traz camadas sinuosas e corpóreas. Essas paisagens exploram relações entre cor, forma e matéria para criar obras que partem de experiências íntimas com o mar.